Feeds:
Posts
Comentários

Archive for the ‘Cerimonial’ Category

No mês de março organizei o cerimonial do casamento da Bárbara e Fabiano em São Marcos/RS. Foi um dia muito especial, afinal conheço a noiva há  muito tempo.

Como é a tradição do blog, segue abaixo algumas histórias da organização e dos bastidores do casamento.

Antes do grande dia:

  • Bem casados: quando faltava duas semanas para o casamento a Bárbara comenta comigo que ainda não tinha fechado os bem casados, pois a fornecedora que estava contatando ainda não tinha dado a prova dos doces e nem o valor. Falei para ela que poderia falar com a minha fornecedora Cláudia Oliveira para ver o custo do produto dela sem a embalagem (já que a noiva já havia comprado as caixinhas). O preço da Cláudia foi mais acessível do que a outra fornecedora (que apenas informou o preço, mas não deu a prova), por isso encomendamos da Cláudia.
  • Montagem dos bem casados: como a Cláudia estava cheia de trabalho e pelo fato de pedirmos muito próximo ao casamento, ela não teria tempo de produzir os cartões e colocar os bem casados nas embalagens, então eu e a Bárbara fizemos um trabalho em equipe, ela produziu os cartões e eu finalizei colando os cartões e os doces na embalagem.
 O grande dia:
  • Checagem de serviços: Como é de costume, durante a manhã estava ligando para todos os fornecedores para checar os serviços contratados e estava tudo indo ótimo até que ao falar com um dos fornecedores o mesmo me comentou que infelizmente não poderia mais disponibilizar uma recepcionista, conforme havia sido combinado (iniciava os imprevistos, hehehehhe).
  • A busca pela recepcionista: liguei para todos os fornecedores contratados para verificar se conseguia alguém para trabalhar, mas todas as indicações estavam ocupadas, pois no mesmo dia havia um festival de música. Depois de várias tentativas o jeito foi colocar o meu ajudante (e noivo) Juliano para trabalhar na recepção com a lista de convidados para direcionar as mesas na recepção. No final deu tudo certo!!!
  • A mesa de doces: a tradição de arrumar a mesa de doces permanece! O fornecedor contratado para os doces apenas entregava o material e a decoradora estava agendada somente para entregar as bendejas e acessórios. Mas a fornecedora de decoração era uma grande parceira e junto comigo ajudou a arrumar a mesa (que ficou linda!).
  • Montagem da cerimônia: logo que terminei de acompanhar a montagem do salão da festa, fui para a igreja checar como estava a decoração e em seguida receber os padrinhos. Quando vi a passadeira utilizada para o cortejo logo peguei a minha super maleta com as fitas adesivas da 3m para fixar bem o tecido no chão, pois quando se pisava se escorregava. Já pensou um tombo das madrinhas ou da noiva?
  • Organização das fotos e serviço de buffet: para evitar as filas no buffet, a logística que preparamos para ter um excelente serviço foi de realizar os comprimentos no salão da recepção logo na chegada dos noivos. Sempre que as pessoas tiravam fotos, eram liberadas para o buffet. Para isso, passei de mesa em mesa para avisar. O bacana que várias pessoas acharam a logística ótima e elogiaram na hora! A ordem desse acontecimento foi:
    • Entrada dos noivos
    • Noivos foram até os pais e juntos iniciaram as fotos
    • Depois teve fotos com os padrinhos. Em seguida pais e padrinhos foram abrir o buffet
    • Em seguida, iniciamos as fotos com os convidados da mesa 1 até a 20.

Também vale destacar outras delicadezas que a noiva preparou para os convidados como:

  • Chuva de arroz: ela preparou esses saquinhos de organza com uma mensagem ao lado que foi uma graça!

Mensagem: "Diz a lenda que a chuva de arroz simboliza fertilidade, fartura e prosperidade aos noivos... Você está convidado a abençoar os noivos na saída da igreja".

  • Bolinhas de sabão: Para a hora da dança do casal (que escolheu a música The Time (Dirty Bit) do do Black Eyed Peas – o legal que para ficar lenta no início o DJ deixou tocar por 1 minuto a música original do tema do filme Darty Dancing) os padrinhos ficaram em volta com as bolinhas de sabão em forma de noivinhos e quando a música dos noivos começou a ficar agitada começou a festa e todos dançaram juntos.

Juliano, eu e o casal Fabiano e Bárbara

A Bárbara foi um amor e ainda deixou um cometário aqui no blog:

Querida!!! Obrigada, você foi essencial para o sucesso do nosso casamento. Recebi muitos elogios e devo todos eles a você. Estou encantada com o teu trabalho, todos os momentos aconteceram naturalmente porque você estava nos bastidores. Foi real e mágico. Beijos! Bábara e Fabiano

Como é bom trabalhar para tornar um dia especial em um momento mágico! Obrigada Bárbara e Fabiano pela confiança e carinho! Desejo a vocês muita felicidade e harmonia!

 

 

Anúncios

Read Full Post »

No dia 5 de abril deste ano ajudei a organizar e realizar o cerimonial da Inauguração da Subsede do Sindilojas de Gravataí para 300 pessoas. O trabalho foi realizado pelo Sindilojas e o meu papel era assessorar a equipe na indicação de necessidades de contratação e fornecedores, além de elaborar e coordenar o cerimonial do evento.

E justamente o cerimonial foi o ponto mais desafiador porque haviam muitas atividades que deveriam conter em uma única cerimônia: hasteamento da bandeira de 20m², posse de diretores, coral, uma apresentação de voz e violão, fogos de artifício, carreata, entrada do presidente da entidade com a bandeira, entrega de alvará, lançamento de edição da revista da entidade, discursos, banda municipal e claro que a inauguração com o seu tradicional desenlace da fita inaugural. Ufah!!!

Eu sempre sou da opinião de que menos é mais, mas quando o dono da festa deseja que tenha muitas atividades, o meu papel é orientar e falar do que pode e não pode funcionar. Sugeri alguns cortes e a única coisa que consegui excluir foi a apresentação da banda antes do evento. As demais atividades, ajustamos de forma que ficasse mais leve e rápido, destacando principalmente a inauguração.

O bacana desse evento é que o presidente do Sindilojas é daqueles líderes com muito entusiasmo e o evento conseguiu refletir essa liderança.

Dia do evento:

Como estava responsável por muitas atividades no dia e não ia dar conta de tudo (em evento nada se faz sozinho, é preciso de uma boa equipe para garantir o sucesso) chamei a minha colega Camila Barths para me apoiar na coordenação do protocolo.

Quando a Camila e eu estávamos na montagem até limpar a rua nós limpamos e ainda tivemos que bolar uma estratégia para os cachorros que estavam em volta não entrarem na hora do evento (é serio!!!). Pedimos para que nosso colega Luciano usasse um dos rádios comunicadores e ficasse responsável por controlar qualquer “cusco” que chegasse. Como? Separamos uma comidinha para o cachorro e se aparecesse o Luciano daria a ele.

Outro fato que ocorreu durante a organização  da estrutura (evento foi na rua) a comunidade perguntava o que ocorreria no local, se seria algum show. Isso é super comum, as pessoas que estão passando sempre questionam o que será realizado e isso é bom para o evento (você começa a divulgar o novo empreendimento). Também aproveito para destacar que em um evento de inauguração (ainda mais quando você fecha uma rua e acaba com a normalidade podendo até atrapalhar os moradores ou comerciantes) é simpático e educado inserir na lista de convidados os vizinhos. Bom, mas o inédito é ver que durante o evento tinha umas 30 pessoas curiosas só olhando o evento de fora.

Para organizar o roteiro da cerimônia e atender todas as necessidades do sindicato, a inauguração ocorreu da seguinte forma:

  • A Camila e o Mestre de Cerimônias ficaram na entrada do evento para identificar as autoridades para citar no protocolo.
  • Enquanto isso, ocorria uma carreata com os diretores da entidade e eu estava aguardando o presidente chegar para dar ok ao som e tocar uma música bem alto para nunciar a chegada dele.
  • Ele entrou com a bandeira do Sindilojas e subiu no palco para deixar a bandeira.
                
  • Não iniciamos a cerimônia, pois aguardávamos o vice-prefeito que estava confirmado. Quando estava na hora de começar ele não chegou, então ligamos para ver se viria, mas ele disse que tentaria ir mais tarde, então iniciamos o evento (é sempre importante ter o número do telefone celular das autoridades e convidados que vão ao palco).
  • A cerimônia iniciou com todas autoridades no palco e com o hino do Brasil cantado pelo Coral da Comunidade. Como não tinha espaço para subir no palco e tempo pra isso, deixamos um espaço em frente ao palco para a apresentação. O coral também cantou o hino Riograndense no final do evento.
  • Logo após, já tivemos um dos momentos mais esperados pela entidade, o hasteamento da bandeira do sindicato ao som de uma música instrumental e com queima de fogos de artifício. Tivemos que cuidar para a bandeira ficar pronta para hastear, pois ela era enorme (20m²) e não podíamos perder tempo. Com isso, também tivemos que providenciar tapete para não sujar e até amarrar um fio para cuidar para que no ato o vento não prendesse nos fios de luz e acontecesse um acidente (na hora não precisou, mas a “carta estava na manga”)
  • Após, fizemos a Posse dos Diretores Nomeados. Para agilizar, chamamos os diretores e as autoridades apenas os cumprimentavam e ficavam no palco para tirar a foto oficial (foi bem ágil).

  • Em seguida, foi a vez de chamarmos o secretário para fazer a entrega do Alvará. Para não demorar, apenas foi realizada a entrega e foto.

  • Na sequência, fizemos o lançamento da última edição da revista da entidade. Como? No roteiro, chamamos de um momento para homenagear os empresários e para isso convidamos o que estava na capa. Também foi rápido, apenas o tempo de subirem no palco e serem fotografados.

  • Agora sim, o grande momento:  a inauguração! Iniciamos com os discursos: falou sindicato, Fecomércio e representante da prefeitura. Após, foi o momento do desenlace da fita inaugural, seguida da visitação das instalações.
   
  • Depois de todo o cerimonial, foi a vez do bufft da By Nani servir o coquetel e o espumante ao som de uma apresentação de voz e violão. Importante destacar que o espaço de apoio do buffet não era muito perto do local do evento e para não prejudicar o serviço montamos 3 mesas de apoio com bebidas.
 No final da cerimônia, tudo ocorreu bem. Todos estavam satisfeitos e tivemos um evento rápido, apesar das muitas atividades. Até o jornal da cidade destacou o cerimonial.
Abaixo a equipe que organizou o evento.

Elaine (Sindilojas), Camila, Cláudia (Sindilojas) eu e Luciano

Ahhh, o cachorro não apareceu na hora do evento!!!!
Fotos: Denison Fagundes

Read Full Post »

Em dezembro de 2010, a Fernanda Bugs e eu organizamos um lindo casamento na Sogipa (cerimônia e recepção no mesmo local) e um dos momentos que achei mais lindo foi a entrada da noiva, graças ao efeito do muro inglês que se movia (ideia e execução do Cristiano da Acontece). Durante a chegada dos convidados e inicio da cerimônia, o muro com os verdes estava lá quietinho, até a hora que a noiva entrou e ele se abriu causando um belíssimo efeito.

Como o salão escolhido para o casamento é todo envidraçado, inclusive a entrada, para não perder o efeito da entrada da noiva, tivemos que colocar voal no vidro e criamos o muro inglês. No entanto, a solução do problema veio a ajudar a dar mais impacto na decoração e cerimônia, afinal ninguém esperava a abertura do “portão”, foi lindo!!! Quando terminou a cerimônia e os noivos sairam com o cortejo, fechamos o muro inglês.

                

Como  cerimônia e a recepção era no mesmo local, a Fernanda e eu estávamos preocupadas de deixar ambientado para a cerimônia e depois dar o clima de festa, por isso pensamos em uma logística onde o pergolado da cerimônia se transformou na mesa dos noivos. Toda a desmontagem da cerimônia tinha que ser muito rápida, não queríamos mais de 10 minutos e conseguimos em 4 minutos transformar o local, conforme imagem abaixo, enquanto os noivos recebiam os cumprimentos dos pais e padrinhos.

Montagem da cerimônia

O segredo para a desmontagem rápida, foi deixar a mesa dos noivos montada e no meio do pergolado um painel branco com rodinhas e voal que serviu de fundo para a cerimônia e durante a recepção movemos para atrás da mesa dos noivos. Ninguém havia percebido que estava tudo pronto, pois também colocamos voal nas laterais que depois amarramos nas colunas deixando o espaço aberto para o jantar.

Uma história que vale a pena comentar aqui no blog (imprevistos que só bastidor sabe) é o fato de quase não haver casamento no dia. Acredito que até hoje os noivos não sabem do acontecimento, pois nós fizemos de tudo para não preocupá-los.

O que aconteceu é que o casamento civil seria celebrado pelo pastor que no dia do casamento exigiu que tivéssemos em mãos todos os dados dos padrinhos (nome completo, profissão, CPF, estado civil, n° certidão de nascimento e endereço). No entanto, no dia do casamento, muitos estavam na rua se arrumando e não sabiam todos os dados de cabeça ou estava difícil de contatar. Por isso, perguntamos para o pastor se poderíamos completar os dados na hora a caneta, mas ele não aceitou dizendo que se não conseguíssemos tudo do jeito que ele estava pedindo não haveria casamento…

A nossa sorte é que a Fernanda e eu não estávamos sozinhas, contávamos com a ajuda dos nossos assistentes Bruno e Juliano, pois se não fossem eles para correr atrás dessa lista não teríamos tempo para ver outros detalhes importantes.

Bom, mas no final o casamento teve um final feliz, pois conseguimos a lista e tudo ocorreu sem ninguém saber do conflito!!!

Confirma abaixo algumas fotos do evento.

Este slideshow necessita de JavaScript.

Ficha Técnica

Organização e cerimonial: Lidia Fraga e Fernanda Bugs

Muro inglês e pergolado: Acontece Eventos

Bolo: Jane Fraga

Fotógrafo: João Alves

Mesa de Doces: De Doces

Locação de material: Locare

Bem casados: Cláudia Oliveira

Sonorização, iluminação e projeção: Marksom

DJ: Anderson Amador

Read Full Post »

No site da CNPC Brasil (Comitê Nacional de Cerimonial e Protocolo) li o texto abaixo e achei bem interessante. O autor parece radical ao chamar de “forasteiros” e “oportunistas” as empresas e profissionais que não percebem a importância e a ligação que a atividade de cerimonial e organização de eventos tem na imagem de uma instituição ou pessoa. Mas infelizmente, esses “profissionais” existem e esquecem da seriedade e complexidade que é organizar um evento ou assessorar uma organização e/ou pessoa (pública ou não).

Espero que gostem do artigo, boa leitura!

O CRESCIMENTO QUE PROVOCA O OPORTUNISMO

Conforme levantamento da Associação Brasileira de Empresas de Eventos-ABEOC, no Brasil 90% das empresas deste setor são de pequeno e médio porte, com profissionais que precisam estar atentos às transformações e exigências da globalização. O planejamento estratégico, em todos os seus aspectos, é fundamental para o crescimento e desenvolvimento empresarial.

 

Nosso País ocupa uma posição de destaque mundial com relação à realização de eventos internacionais. Recebemos grandes eventos, que pela estrutura, organização, receptivo e outros fatores, exigem uma constante atualização das empresas e profissionais envolvidos.
O cenário é ainda mais promissor para os próximos anos, com as Olimpíadas e a Copa do Mundo de Futebol. Pela experiência, pela qualificação e principalmente pela confiança, uma mão de obra qualificada inclusive com formação acadêmica, especialização e graduação, e a estruturação de empresas através de organizações representativamente reconhecidas, como a ABEOC, coloca as empresas em patamares destacando a importância desta atividade. 

Mas o oportunismo de alguns forasteiros depõe em muito a imagem de todo um setor, que tem um reconhecimento como uma das atividades relacionada à cadeia produtiva do turismo. Recentemente vinculou-se em rede nacional a falta de preparo e de profissionalismo de pessoas totalmente despreparadas e que acabaram se aproveitando e não realizando eventos de forma séria, lesando muitos contratantes.

Quando somos responsáveis em organizar, realizar e executar uma cerimônia, um evento de negócios, um congresso, são depositados em nós toda a confiança, todo desejo de um evento dos “deuses”, um evento que venha ser lembrado por todos que realizaram e por àqueles que freqüentaram e foram convidados. Trata-se de um momento inesquecível para a pessoa que contrata um profissional. Lidamos com esse momento único, mágico e muito especial. Não podemos, não temos o direito de transformá-lo em tragédia.

Há mais de dez anos, ouvi uma frase que a tenho como regra e norte em minha vida; “Nós, cerimonialistas, podemos destruir ou valorizar a imagem de um homem público, depende da maneira como conduzimos um evento”, essa frase memorável é do Embaixador argentino Blanco Vilalta. A mesma mensagem serve em gênero e grau ao organizador de eventos. Coloque-se no lugar de seu assessorado, faça a cerimônia, viva o evento como se ele fosse para você! É assim que eu gostaria de ser recebido? É dessa maneira que eu apresento minha empresa?

É preciso organizar o acontecimento desde o início, quando chega a informação que haverá um evento, com todos os preparativos, contatos e cuidados que tomamos no dia-a-dia. A nossa preocupação para que tudo esteja o mais perfeito possível, pois nos tornamos perfeccionistas para melhor receber e atender a todos. Enfim, esta é a nossa missão, a de unir os homens.

Apesar do crescimento, apesar de todas as projeções favoráveis ao setor, precisamos combater, precisamos estar atentos e denunciar. O mercado de eventos não merece e nem precisa de empresas e de pessoas que se dizem profissionais que se dizem cerimonialistas e organizadores de eventos, mas na verdade não passam de oportunistas e forasteiros. O Cerimonialista e o Organizador de Eventos, tornaram-se pessoas de suma importância no contexto de um órgão público sério, de uma empresa, universidade e tantas outras instituições, que em seu cotidiano buscam a convivência harmoniosa entre as pessoas.

Na área de cerimonial e de eventos, como em qualquer outra, o sucesso está diretamente relacionado ao tratamento profissional dispensado às atividades, não há mais espaços para improvisações de última hora, e será a diferença entre a tranqüilidade e a intranqüilidade, e podem comprometer todo um trabalho e a imagem dos promotores.


(*) Dados do Autor
Djair de Souza Santos
Djair de Souza é administrador de empresas, empresário no ramo de Cerimonial e Eventos. Coordenador de Cerimonial e Eventos da Prefeitura de Praia Grande/SP.; professor e consultor do Instituto Brasileiro de Administração Pública-IBRAP e Assessor Especial da Presidência do Comitê Nacional do Cerimonial Público – CNCP.

Fonte: http://www.cncp.org.br

Read Full Post »

Muito legal a matéria abaixo que saiu na Revista Festa Viva sobre cerimonialista. O texto é bem esclarecedor para as pessoas que ainda possuem dúvidas da importância dos nossos serviços.

 

Anjo da guarda

Contratar um bom cerimonialista – profissional que auxilia no planejamento do casamento – é a garantia de uma cerimônia perfeita e sem estresse.

Natália Mallman


Se você acabou de marcar
a data de seu casamento e já enfrenta noites sem dormir com medo de que algo saia errado, é melhor começar a pensar em uma ajudinha. Bancar a supermulher – aquela capaz de pensar em todos os detalhes, do vestido aos bem-casados – pode causar um estresse desnecessário. Uma noiva que se preze deve contratar um cerimonialista de qualidade para poder curtir realmente os preparativos. Ele será o seu braço direito. Bastar piscar os olhos – ou melhor, contratá-lo – que tudo sairá perfeito no grande dia. “O cerimonialista cuida de todo o planejamento do casamento de acordo com o perfil dos noivos. Ele indica os fornecedores que se encaixam no orçamento do casal”, explica *Emanuelle Missura, dona da empresa Casar é Fácil, especializada em cerimoniais de bodas. “Resumindo da melhor forma, o profissional é um anjo da guarda da noiva, pois absorve todas as preocupações que ela não precisa e nem deve ter”, conclui.

Marcelo Bruno e Ricardo Gomes

A decisão de contratar esse profissional precisa ser tomada o quanto antes. O ideal é procurá-lo com um ano e meio de antecedência ou assim que o casal marcar a data. Dessa forma, o cerimonialista pode participar de todo o processo de criação e elaboração, inclusive da escolha da melhor igreja e do salão de festas. O especialista precisa dar suporte durante os preparativos e estar disponível para esclarecer todas as dúvidas dos noivos. Por se tratar de uma peça tão fundamental, confiança e atenção são as suas palavras de ordem. “Além de comprometimento e agilidade, o cerimonialista precisa ser calmo, paciente e carinhoso com a noiva. Não é só uma festa, é um casamento!”, garante Emanuelle.

Tal escolha é uma questão de empatia. Ainda assim, o noivos não podem perder de vista que a festa é deles, ou seja, o cerimonialista está lá para ajudá-los e não para impor as suas vontades. Uma última dica é possuir uma comunicação de qualidade. “Se ele nunca retorna suas ligações ou não responde prontamente aos e-mails, ele não é uma boa escolha”, afirma Emanuelle. Além disso, ter boas referências, que podem ser através de outros profissionais ou mesmo de amigos que já se casaram, é fundamental. E não se esqueça de deixar tudo bem explicado e ter um contrato com todos os serviços que serão prestados O custo desse profissional varia entre R$ 3.000 e R$ 10.000, dependendo do tipo de celebração e da necessidade dos anfitriões.

“O custo da contratação varia entre R$ 3.000 e R$ 10.000,
dependendo do tipo de casamento e da necessidade do casal”

Marcelo Bruno e Ricardo Gomes

Antes, durante e depois
Uma vez que o profissional foi contratado, os preparativos já podem ser iniciados. Na lista das prioridades estão todos os fornecedores que precisam estar presentes no dia do casamento. Depois, aos poucos, em parceria, vocês podem decidir os detalhes dos doces, do bolo e assim por diante. Também é função do profissional auxiliar na decisão do melhor lugar para a realização da festa, na escolha do cardápio, na lista de convidados. “Como cada casal tem um estilo, fica difícil dizer quais serão as dúvidas que surgirão ao longo do processo. O mais importante é estar sempre disponível para esclarecê-las”, explica.

Já no grande dia, ele precisa estar presente para resolver qualquer tipo de imprevisto. A ideia é que os noivos não se preocupem com absolutamente nada e possam curtir a festa. Durante o evento, é o cerimonialista que coordena tudo – desde as fotos dos noivos com os pais e padrinhos até a hora certa de jogar o buquê. No final, quando todos já se foram, o trabalho do profissional ainda continua. Ele precisa conferir tudo o que restou e o que pertence à noiva.

 

“O custo da contratação varia entre R$ 3.000 e R$ 10.000,
dependendo do tipo de casamento e da necessidade do casal”

5 motivos para contratar um cerimonialista:
1. Com esse serviço, a noiva consegue curtir todos os momentos sem passar por estresses desnecessários. 

2. É esse profissional que vai cuidar de todo o planejamento do grande dia. Tudo de acordo com o perfil e o orçamento do casal.

3. Ele pode auxiliar da melhor forma na escolha do bufê, do salão, da lista de convidados, das atrações, etc.

4. É papel do especialista esclarecer todas as dúvidas dos noivos – que na maioria das vezes são muitas!

5. Durante a celebração, ele estará presente para resolver qualquer tipo de imprevisto.

 

Marcelo Bruno e Ricardo Gomes *Emanuelle Missura é cerimonialista e autora do blog Casar é Facil www.casarefacil.com.br

 

Fonte: Site Revista Festa Viva

Read Full Post »

Noiva Manuela, Cerimonialista Fernanda Bugs, noivo Raphael

No dia 30/10, às 20h30min, na Igreja Santa Terezinha do Menino Jesus a minha parceira de trabalho, Fernanda Bugs realizou o cerimonial no casamento de Manuela Zanini (Personal Trainer, 26 anos)  e Raphael Zanini (Gerente de Analista de Suporte, 27 anos).

Confira algumas fotos da igreja e da recepção.

Este slideshow necessita de JavaScript.

Ficha técnica do evento:

  • Igreja: Santa Terezinha do Menino Jesus (Padre Leandro);
  • Local da Festa: Salão de festas da Na Brasa;
  • Número de Convidados: 200;
  • Organização: Anna Quadros (minha amiga, organizadora de eventos e madrinha do casal);
  • Organização e Cerimonial no dia da festa: Relações Públicas, Fernanda Bugs (minha parceira de trabalho);
  • Vestido da Noiva: Estilista Carla Dewes;
  • Fotos: João Alves;
  • Bolo: Jane Bolos;
  • Decoração da Igreja: Amore Mio (Cores: Branco e Verde);
  • Decoração do Salão: Eliana Festas (Cores: Vermelho, Laranja, Verde e Branco);
  • Iluminação e Sonorização (DJ): Pró Som Eventos.

Read Full Post »

Formandos: Adriana, Jaime, Cris, Silvia, Rafael e Anna

No dia 21 de agosto ajudei a minha amiga e colega Anna a organizar a sua festa de formatura no restaurante Na Brasa em Porto Alegre. O evento foi realizado com mais 5 amigos (Cris, Jaime, Silvia, Rafael e Adriana) que também trabalham ou trabalharam no Senac. Quem ficou a frente do planejamento do evento foi a Anna, mas ela precisava de uma ajudinha para organização no dia do evento e foi aí que eu entrei. Antes do evento trocamos algumas ideias, principalmente porque uma de nossas preocupações era o tempo que levaria para todos os convidados se servirem, afinal tínhamos apenas 1 buffet com um ponto de grelhados para 320 convidados.

Para que todos os convidados jantassem em até 1h30min e sem ter que chamar as mesas no microfone (eu particularmente acho horrível) sugeri avisarmos os convidados nos seus lugares que aguardassem a equipe de recepção chamar mesa por mesa. A Anna gostou da ideia e agregou colocando esta informação  nas placas de mesa que identificavam os nomes dos formandos. A mensagem que elaboramos foi “Para iniciar o serviço de jantar os convidados serão informados pelas recepcionistas em suas mesas”.

Além disso, sugeri colocarmos cardápios nas mesas, pois isso poderia diminuir o tempo de escolha no buffet, afinal os convidados saberiam com antecedência o que estaria a disposição. Como a bebida seria paga pelos convidados, o cardápio também ajudaria mostrando as opções e valores de bebidas disponíveis.

Veja mais detalhes especiais sobre o evento:

  • Decoração: as cores das flores escolhidas eram roxo e amarelo.Quando a Anna me falou adorei, pois adoro cores bem vivas. A decoradora Fátima da Rosarts ainda colocou um pouco de rosa e branco que deram um charme. Nos arranjos também tinham balões que deu um tom mais descontraído ao evento. Para completar alguns bambus foram locados para dar vida e aconchego ao salão.
  • Alimentação: para que os convidados não ficassem com fome e aguardando sua vez para o buffet, foi servido  nas mesas alguns petiscos.
  • Guardanapos: sempre gosto de fazer acabamento nos guardanapos e os formandos optaram por usar um laço de fita roxa. Sugeri fazermos em formato de rolo e depois amarrar, pois  lembrariam o canudo que receberam naquela noite.
  • Entrada dos formandos no evento: o grupo estava muito animado e assim foi a entrada ao som de Black Eye Pie. Apagamos as luzes e colocamos a música bem alta e muita luz, neste clima os formandos foram para a pista e começaram a dançar. Assim que a música terminou fizeram os agradecimentos e brindaram. Após foram abraçar os convidados e tiraram fotos e assim liberamos o serviço de buffet.
  • Banner Formandos: é tradicional as produtoras entregarem banners com as fotos dos formandos e aproveitei o material para dar uma utilidade além da decoração, ou seja, coloquei o material próximo as mesas reservadas. Era mais um recurso para identificar e ajudar os convidados a acharem as mesas.

Este slideshow necessita de JavaScript.

Fotos: João Alves

Read Full Post »

Older Posts »